domingo, 25 de agosto de 2013

Voltei! Viver é isso... ir e vir.

Neste ano, testei alguns limites: filhos, marido, casa, craft e ... professora de novo. Amo as salas de aula, o agito, os alunos, mas... não foi possível manter o ritmo. Bronquite de filho foi além da conta, e prefiro não faltar e faltar e faltar...
Retomei aos poucos a rotina de "rainha do lar", e percebi o quanto foi importante essa decisão para a família inteira. Mais atenção para todos, até para as novas ideias.
Desde que criei minha Frida Kahlo, outros nomes pipocavam e a vontade de me divertir vinha aumentando... então a Lígia me deu uma mãozinha... queria os Beatles para o aniversário da filhota. A menina de três anos é superfã, sob a influência da mãe, que desde cedo ensina o que é bom...
Então, a vontade, a necessidade, o impulso e lá fomos nós.
Recebi uma imagem, a primeira, o pontapé primeiro... precisava de outras, precisava criar meus moldes, precisava de cores, bigodes, cabelos, marcas que personalizassem os 10cm em que eu desejava brincar.
Eis que surgem corpo, cabelo, bigode.

garotos cheios de fibra:



com o corpo fechado:

coloridos:


Para o rosto: tinta norueguesa, própria para bonecos, sem borrões ou acidentes por escorrer e opaca. Gosto do preto opaco.

Bochechas com maquiagem para bonecos também... é hora de bordar os cordões da roupinha.


Todo mundo prontinho para a festa...


Com várias pitadas de carinho... enquanto criava, imaginava Lígia e Clarinha contentes com a nossa brincadeira.
 
Obrigada, gurias, pelo impulso e pela confiança, mas, sobretudo, pela criação de um novo laço de amizade, pela manutenção da sensibilidade que todos temos, por valorizar o trabalho de quem usa as mãos e o coração.
Beijos
 

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Bazar Cute de Páscoa





Nada como um Bazar para agitar o marasmo... espantar a preguiça.



Hoje produzo brinquedos de pano e outras criações em pano, sempre buscando o universo lúdico, brincando com cores, texturas e as lembranças de infância. Deixo algumas peças em lojas especializadas, de brinquedos educativos, a Casa da Árvore e a Uni Duni tê, ambas de Florianópolis.


 

Embora eu estude a respeito do desenvolvimento infantil e o envolvimento das crianças com os brinquedos, ainda me surpreendem os tantos pedidos de brinquedos para adultos. Adoro! Acredito que despertar a criança que mora no adulto pode alimentar nosso poder de criatividade, de sermos alegres, de levarmos a vida com mais leveza.



 
Criar entre paredes e me conectar com quem faz uma encomenda através da internet, entretanto, não revelam sempre a reação de quem pega na mão uma boneca e aperta, sente e até esmaga. No Bazar, isso é possível. O pessoal às vezes tem vergonha de mexer nos bonecos. Já eu... me divirto até mesmo quando alguém mexe na prateleira e algum boneco escorrega, esbarra em outro, se instala um caos diminuto. Logo  o pequeno desastre produz uma necessidade de reorganização, que se tranformça em interação e a criança acorda porque já está brincando. Vejo a mãe e o pai e o filho que foram brotando e brincando de arrumar. E curto. Gosto de ver a brincadeira.
 


 
Claro que o Bazar é uma maneira de divulgar, de aparecermos, mas também um bom momento de estudar de que gosta quem se aproxima curioso. É assim que podem nascer peças mais interessantes, mais dirigidas ao público gosta. É um momento de conhecer o outro, seus gostos, seus interesses, suas histórias.






Gosto de ouvir histórias. Ando apaixonada por histórias de famílias... de como se formaram, deformaram ou se conformaram... mas isso já é outra história.

beijinhos.


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Carangueijos apaixonados...

 
- Oi, profe! (para quem não sabe fui "profe" por muuuuuitos anos)
- Oi, querido! Quanto tempo... blá blá blá
- Tu faz um carangueijo?
- Hmmm... posso tentar fazer sim...
Tens ideia de tamanho? Não?
O que vais fazer com ele?
Dar para a namorada?
(que fofo!!!)
Que tal do tamanho do teu note?
 
 
 
Pro! Quero dois! Para fazer um casal...
 
 
- Que tal fazer uma brincadeirinha? vamos costurar colchetes nas patinhas...
 



Românticos...
 


e apaixonados...



Para fazer o carangueijo, desenhei numa folha A3, pintei para ter uma ideia das cores...

 
Criei o molde de papel, cortei, risquei o tecido, cortei... 

 
Fiz as patchcolagens dos olhos, costurei para criar os contornos, enchi as patinhas da frente e fiz as de traz com manta, ajeitei no avesso do corpo do carangueijo, costurei tudo, enchi.

 

  ... corações, laços, sedex... e o resultado foi um monte de beijinhos e um casal fofo ainda mais apaixonado.
 
... presente handmade especialmente criado para níver de namoro... Iuri, você é muito chique!!
 
beijooo
 


sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

 
Cinderelando...
 
Peguei isto:
 
 
queria fazer uma princesinha.. para outra.

 
Desenhei, cortei, risquei, costurei, cortei, e fui enchendo...

 
Então, pensei, pensei... olhando para meu primeiro esboço em 3D.

 
Gostei de umas coisas... de outras não...
desenhei de novo, cortei de novo, fiz tudo de novo...


 
... mas mudando uns detalhes.... e sem esquecer do acessório para promover a brincadeira...

 
... e estimular a brincadeira das crianças...


 
Então, nasceu a Cindi Day Doll!!

 
... aqui com seu amigão Finkin...

 
... e aqui com sua amiguinha Branquinha de neve Day Doll.
 
Fim.

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Outro começo de novo... motivação é preciso.




Recadinho no face. Acharam... a mim, a profe que adormecia. Uma conversa rápida e o resgate de planejamentos, programas, aulas. Sim. Parece que neste ano, terei novamente o contato com "a raça", a turma, as aulas.

Haverá bastante para organizar, mas a produção dos brinquedos de pano também está na pauta diária. Ainda não sei bem como poderei fazer tudo encaixar perfeitamente, profe, crafter, mãe, esposa, amiga, mulher, eu mesma. O que sei é conseguirei, porque estou motivada para isso.

A  motivação é uma chave! Para enfrentar dieta, dia difícil, pessoa complicada, é preciso superar a nós. Não os outros. Superar é passar por cima da nossa falta de paciência, de compreensão, de tolerância e assim vai...

O mais legal é que as atividades paralelas poderão enriquecer uma a outra... e a gente cresce junto.


O que desejo para nós neste novo ano é isso: motivação para superarmos o que for preciso! e assim que possamos amar mais, curtir mais e viver melhor!


Beijoooooos


Ocorreu um erro neste gadget